Archive

Archive for agosto \31\UTC 2010

Home Group no Windows 7 – Conceito, criação e uso


Olá caro leitor!

Compartilhar dados entre diferentes equipamentos é algo muito comum atualmente. Com a facilidade de uso de workstations, notebook, netbooks, Media Centers, etc. e alguns obstáculos que alguns end-users encontram ao criar suas redes domésticas, ter uma solução simples e rápida pode ajudar em muito a amenisar o trauma da configuração.

Este é o conceito do Home Group no Windows 7. Tornar o compartilhamentos de media, arquivos, etc. mais simples e rápido entre equipamentos executando o Windows 7, e somente o Windows 7.

Compartilhar arquivos ou qualquer outro recurso com equipamentos executando outras versões do Windows, só pode ser feito por intermédio do meio mais comum, um Workgroup.

Quer saber como compartilhar arquivos com um Workgroup? Acesse então este How Do I? no link abaixo:

Compartilhando e definindo acessos a diretórios no Windows XP em um Work Group

Quer agora saber como funciona, requesitos, implementação e uso do Home Group no Windows 7? Acesse este outro How Do I? no link abaixo caro leitor!

Compartilhando dados com o Home Group no Windows 7

É isto meu caro leitor! Espero que os dois How To sejam de grande valor no momento de implementarem uma pequena rede para compartilhamento de arquivos, seja com o Windows XP, Vista/7, 2003 Server etc.

Até o próximo post

Windows Vista/7 Resize Volume – Extend/Shrink – Como usá-lo corretamente?

agosto 30, 2010 1 comentário

Olá meu caro leitor!

Neste post minha intenção é esclarecer algumas dúvidas dos end-users que fazem uso deste recurso inserido a partir do Windows Vista e presente também no Windows 7. O Resize Volume (Extend/Shrink Volume).

É muito comum, na medida em que um end-user acumula arquivos (documentos, músicas, planilhas, instaladores de software, jogos, etc.), o desejo de aumentar o tamanho de um volume quando  o mesmo está com seu espaço livre disponível se esgotando.

Há atualmente diversos softwares de terceiros que permitem este tipo de processo. O Partition Magic é o mais conhecido e utilizado software para tratamento de volumes na plataforma Microsoft quando o objetivo é aumentar uma partição existente sem a necessidade de reinstalar o sistema operaciona completamente.

Um ponto muito crítico neste tipo de processo e que deve ser levado em consideração pelos end-users que fazem uso de softwares como Partition Magic é a possibiliade de perda de arquivo e/ou corrompimento do sistema operacional se medidas básicas não forem seguidas antes de efetivamente iniciar o processo de resize partition.

Um problema comum encontrado por usuários que fazem uso do recurso nativo no Windows Vista/7 é a tentativa de aumentar o tamanho de uma partição com espaço desalocado a esquerda da partição que se pretende aumentar o tamanho.

Por default, o motor que faz o resize volume no Windows Vista/7 permite este procedimento apenas se o espaço desalocado estiver a direita do volume no qual se pretende estender o espaço atual. Resumindo, só é possível acrescentar um espaço desalocado a um determinado volume a partir do final desde, nunca em seu inicio.

Olhemos a imagem abaixo para entendermos melhor sobre o que eu estou falando.

Windows Computer Management Console

Na imagem, podemos ver perfeitamente que há três (3) volumes criados e dois (2) espaços desalocados com o tamanho de quatro (4) GigaBytes.

O que é possível fazer neste caso? Há apenas duas possibilidades se estivermos utilizando a ferramenta nativa do Windows Vista/7. Estender o volume C: em mais quatro (4) GB com o espaço desalocado a sua direita ou estender o volume D: em quatro (4) GB com o espaço desalocado a sua direita.

Não é possível estender o volume C: em oito (8) GB usando ambos os espaços desalocados devido a haver um outro volume entre eles.

Não é possível estender o volume D: em oito GB usando ambos os espaços desalocados devido a um dos espaços estar no inicio do volume D:.

Não é possível estender o volume D: em quatro GB usando o espaço que está ao lado esquerdo do volume D:. Como já dito anteriormente, só é possível acrescentar espaço ao final do volume, nunca ao inicio dele.

Redimensionar uma partição acrescentando espaço desalocado ao inicio de um volume só é possível com softwares de terceiros como o Partition Magic mencionado no inicio do post.

Outro problema muito comum entre end-users é a capacidade de espaço que o recurso disponibiliza ao executar um Shrink Volume.

Há considerações a serem feitas antes de tomar qualquer tipo de decisão no momento em que o recurso mostra um espaço inferior ao exibido como livre em disco.

Muitos end-users desconsideram que o Storage Management do Windows disponibiliza a informação de espaço livre, lendo a tabela de alocação do volume e somando todos os espaços marcados como unallocated. Este processo não informa se estes espaços são contiguos ou não.

Quando executamos o Shrink Volume, este recurso verifica o maior espaço desalocado disponível no final do volume. Resumindo, podemos ter trinta (30) GB livres (espaços desalocados em partes espalhadas em um volume) e apenas cinco (5) disponíveis para reduzir este volume de tamanho.

Por esta razão é extremamente recomendado que seja feito uma desfragmentação completa no volume a ser reduzido para que arquivos alocados no final do volume sejam reordenados e colocados mais próximos no inicio do volume.

Outro ponto chave, é que a desfragmentação não garante que todo o espaço livre no volume seja aproveitado para um shrink levando em consideração que existem arquivo bloqueados (Pagefile, Hyberfil, SAM, SECURITY, SYSTEM, NTUser.dat, etc.) para movimentação em um volume.

Neste tipo de situação, o melhor a ser feito é usar um Defrag que possua o recurso de Offline Defrag (Desfragmentação no boot do Windows) devido a neste estado não haver arquivos bloqueados pelo sistema operacional ou então um Live CD como UBCD4Win que possui ferramentas de desfragmentação.

Mais um detalhe essencial. Estender um volume pode ser feito apenas entre partições do mesmo tipo. Logo, não é possível estender uma partição primária com um espaço livre em uma partição estendida.

Neste caso, é necessário remover a partição estendida para poder utilizar o espaço desalocado e estender uma partição primária.

É isso meu caro leitor! Espero que as informações sejam úteis para este recurso do Windows Vista/7.

Sem dúvida alguma, o redimensionamento de uma partição é um excelente recurso. Entretanto, fazer uma projeção futura para o uso de um volume específico como o C: de um equipamento que será o local onde estará instalado o sistema operacional é muito melhor.

Até o próximo post meu caro leitor…

Windows XP Mode – Undo Disks Feature


Olá caro leitor,

Aqui está mais um post sobre o Windows XP Mode e um recurso do Windows Virtual PC que pode ser utilizado como medida de segurança para evitar problemas com alterações feitas na Virtual Machine.

Provavelmente muitos IT Pros e end-users já devem ter lido sobre o termo Snapshots. Uma Snapshot é basicamente uma imagem de uma Virtual Machine em um determinado estado. Este é um recurso extremamente usado por profissionais que trabalham com ambientes consolidados por virtualização.

Este recurso permite ao profissional criar uma imagem do estado da Virtual Machine que pode ser restaurada posteriormente caso algum problema venha ocorrer. Podemos compará-la com um Restore Point do System Restore.

No Windows Virtual PC, este recurso de Snapshot não está implementado. Entretanto, podemos usar uma feature que pode mitigar problemas enfrentados por alterações indesejadas no Windows XP Mode ou em qualquer outra Virtual Machine no Windows Virtual PC. Este recurso é o Undo Disks.

Mas o que é o Undo Disks? Undo Disk é um recurso implementado no Windows Virtual PC que permite o uso de um Virtual Undo Disk (.VUD file) para armazenar todas as enterações feitas, no Windows XP Mode por exemplo, e após verificar que não houve nenhum efeito colateral, possibilitar a aplicação destas alterações literalmente no Virtual Hard Disk (.VHD File).

Inicialmente, o recurso de Undo Disks pode parecer igual ao Differencing Disk. Entretanto, há uma diferença sutil entre ambos. Quando habilitamos o recurso Undo Disks são criados na Virtual Machine, Undo Disks (.VUD) para todos o Virtual Hard Disks (.VHD) que possua nesta VM. Se houver dois .VHD haverá dois .VUD.

O recurso Differencing Disk permite ao usuários “attachar” ou determinar qual será o .VHD que terá um .VUD, ou seja, serão criados tantos .VUD quantos forem necessários e determinados pelo end-user. Posso ter quatro (4) .VHD em uma Virtual Machine e apenas dois (2) .VUD attachados em dois .VHD escolhidos por mim.

Podemos citar como alterações que podem ser revertidas com o Undo Disk, adicionar/remover arquivos, adicionar/remover programas, instalação de Updates, etc.

Como habilitar o recurso Undo Disks no Windows XP Mode? Simples meu caro leitor. Edite as configurações do Windows XP Mode, se não souber como fazer, leia este post.

Com a interface de configurações do Windows XP Mode aberta, selecione ao lado esquerdo o tem Undo Disks, marque a opção Enable Undo Disks e clique em Ok como na imagem abaixo.

Windows XP Mode - Enable Undo Disks

Inicie o Windows XP Mode  e abra o diretório onde armazenou o VHD no momento que instalou. O primeiro indício visual que você pode verificar para certificar que o Undo Disk está ativo é no diretório onde está o VHD  do Windows XP Mode.

Windows XP - Undo Disks Files

Na imagem anterior, vemos dois arquivos VirtualPCUndo_Windows XP Mode_x_x_xxxxxxxxxxxxxx.vdu que são os Virtual Undo Disks criados para o Windows XP Mode que eu possuo.

Toda alteração feita no Windows XP Mode é armazenada nestes arquivos .VDU inicialmente. Um ponto importante é que não é possível aplicar as alterações Online, somente Offline, ou seja, apenas quando o Windows XP Mode estiver em shutdown.

Para testar o recurso, faça a instalação de alguma aplicação ou update por exemplo e feche o Windows XP Mode.

Abra novamente as configurações com o Windows XP Mode fechado e selecione o item Undo Disks. Você irá visualizar as seguinte opções ativas neste item: Apply Changes e Discard Changes.

Windows XP Mode - Undo Disks Options Enable

As alterações feitas mesmo que não salvas continuam a ser armazenadas no Undo Disk até que estas sejam aceitas ou descartadas com as opções anteriormente mostradas na imagem. Logo, o tamanho do arquivo irá aumentar a cada alteração feita.

Agora a decisão é sua caro leitor, aplicar ou não as alterações que efetuou literalmente no Virtual Hard Disk do Windows XP Mode ou qualquer outra Virtual Machine que possui sobre o Windows Virtual PC.

Espero que esta informação seja de bom proveito para você meu caro leitor!

Até o próximo post

Windows XP Mode – Editando recursos (Name, Virtual Memory, Virtual HD, etc.)

agosto 14, 2010 1 comentário

Olá caro leitor, 

Este é mais um post a respeito do Windows XP Mode, ambiente virtual que permite aos end-users executarem aplicações do Windows XP sobre o Windows 7

Neste post iremos editar as configurações de Virtual Memory e Virtual Hard Disk do Windows XP Mode

Primeiramente, para efetuar a edição destes dois recursos, devemos não estar utilizando o Windows XP Mode, caso contrário, não será possível editar estes recursos. 

Pode default, o Windows XP Mode usa 256MB como Virtual Memory após ser instalado e como podemos na imagem abaixo, apenas para reforçar a informação, se o Windows XP Mode estiver em execução, não podemos efetuar alterações críticas como Virtual MemoryVirtual Hard Disk, etc. 

Configurações do Windows XP Mode parcialmente possíveis

Apenas configurações de Network, DVD Drive, COM1 e COM2, Integration Features, Keyboard, Logon Credencials e Close estão ativas para configuração com o Windows XP Mode em execução. 

Se estiver com seu Windows XP Mode em execução encerre-o fechando a janela e em seguida, navegue em Start > All Programs > Windows Virtual PC > Windows Virtual PC como mostrado na imagem abaixo. 

Starting configuration Windows XP Mode

Após clicar no atalho, será exibido a você uma nova janela do Windows Explorer como na imagem abaixo. 

Windows XP Mode Home Folder

Para iniciar a configuração de seu Windows XP Mode, clique com o botão direito do mouse sobre o atalho Windows XP Mode exibido na nova janela do Windows Explorer e escolha Settings (Configurações) como mostrado a seguir. 

Starting settings

Será mostrado para você a mesma interface que visualizamos no inicio do post, entretanto, todas as opções estaram disponíveis para serem editadas como podemos ver na imagem abaixo. 

Windows XP Mode Settings Available

Percebemos que já podemos editar o tamanho default de Virtual Memory (Memória RAM) usada para o Windows XP Mode

Não satisfeito, você pode também modificar o nome default de Windows XP Mode para outro nome qualquer que desejar apenas clicando no item Name

Podemos também inserir novos Virtual Hard Disks (máximo de 2). Vamos editar as configurações do Windows XP Mode para que o mesmo use 512MB de memória RAM e inserir um novo Virtual Hard Disk de 127GB de tamanho. 

Como mostrado na última imagem, em Memory altere o valor de 256 para 512 e em seguida clique em Hard Disk 2 para vermos a interface da imagem abaixo. 

Windows XP Mode - Insert a new Hard Disk

Selecione a opção Virtual Hard Disk file: e em seguida clique no botão na parte inferior Create. Será iniciada uma nova interface onde você irá informar os atributos do novo Virtual Hard Disk como podemos ver a seguir. 

Windows XP Mode - Virtual Hard Disk Wizard

Há três (3) opções disponíveis para serem utilizadas no momento de criarmos um novo Virtual Hard Disk, são elas: 

  1. Dynamically expending: esta é a opção utilizada pelo Virtual Hard Disk onde está instalado o Windows XP Mode em seu equipamento. Ele é dinâmico, ou seja, seu tamanho virtual é determindo pelo tamanho do disco físico onde o arquivo .VHD está alocado.
  2. Fixed size: permite configurar um Virtual Hard Disk de tamanho fixo, emulando uma unidade comum de disco do limite de armazenamento.
  3. Differencing: permite criar um Virtual Undo Disk file  que irá receber as alterações feitas no em um determinado Virtual Hard Disk file deixando-o intácto até que o end-user aplique as alterações..

Escolha a primeira opção “Dinamically expanding” neste caso para darmos continuidade nas alterações e uma nova etapa da interface será exibida como na imagem abaixo. 

Virtual Hard Disk Information

Escolha o nome do arquivo de seu novo Virtual Hard Disk, neste caso eu escolhi XPMVHD02 e se desejar altere o local onde o mesmo será alocado já que por default o diretório é o mesmo de instalação do Windows XP Mode. Clique em Next para ir até a próxima etapa do Wizard mostrada na image abaixo. 

Virtual Hard Disk Size

Nesta etapa você pode determinar um espaço limite ou não, se desejar, deixando o valor limite informado. Faça a alteração que deseja e clique no botão Create na parte inferior direita do Wizard e o arquivo .VHD será criado no local que definiu anteriormente. 

NOTA: Um disco dinâmico precisa de no mínimo 8MB de espaço livre na partição onde será alocado para ser criado. Este é o tamanho inicial do VHD e aumentará na medida que dados forem inseridos no mesmo. Discos dinâmicos virtuais possuem o limite de 127GB de tamanho (130.048MB). 

Agora já temos as alterações feitas no Windows XP Mode como podemos visualizar na imagem abaixo. 

Windows XP Mode - Edit Settings Finished

Clique em Ok e inicie o Windows XP Mode para visualizar as alterações feitas. 

Windows XP Informations

Na imagem a seguir, vemos que a quantia de memória disponível é de 512MB como alteramos anteriormente. 

A unidade de disco ainda não está preparada no Windows Explorer quando o abrir. Isto ocorre porque mesmo sendo uma Virtual Machine, o processo de criar e formar uma partição se faz necessário. 

Vamos inserir o novo Virtual Hard Disk no Windows XP Mode. Clique em Start > Run, digite compmgmt.msc e pressione ENTER e/ou clique no botão Ok

Será mostrada a interface do Console Computer Management como na imagem a seguir. 

Windows XP Mode - Computer Management

No console ao lado esquerdo, selecione com um clique do mouse o item Disk Management e automaticamente o Wizard para criar um novo volume será lançado para que faça a configuração do novo Virtual Hard Disk que criamos. 

Vemos a primeira interface do Wizard de configuração de disco na imagem abaixo. 

Windows XP Mode - Initialize and Convert Disk Wizard

Clique em Next para a próxima etapa onde o novo Virtual Hard Disk, chamado de Disk 1,  já estará marcado para ser inicializado e em seguida em Next novamente. Na próxima etapa selecione o Disk 1 para que o mesmo seja convertido e clique em Next

Este é o resumo do Wizard após ser executado para o novo Virtual Hard Disk mostrado na imagem a seguir. 

Windows XP Mode - Initialize and Convert Disk Wizard Resume

Clique no botão Finish na parte inferior direita e aguarde o processo ser finalizado. Neste momento já temos no Computer Management um Disk 1 desalocado de 126,99GB que pode ser formatado normalmente. Visualizamos isto na imagem abaixo. 

Windows XP Mode - Disk 1 Initialized and Converted

Clique com o botão direito do mouse sobre o Disk 1, escolha New volume… e clique em Next para primeira e segunda fase do Wizard que são apenas informativa e devido a não ter mais que uma opção a ser selecionada a não ser Simple

Como visualizamos na imagem abaixo, o novo volume Disk 1 já está selecionado. Como não iremos mudar o tamanho do disco, não altere nenhum dos atributos e clique em Next novamente. 

Windows XP Mode - New Volume Wizard - Select Disks

Escolha a letra que deseja atribuir a seu novo Virtual Hard Disk, Next, escolha o tipo de arquivo, tamanho do cluster e nome, marque a opção Perform a quick format e clique em Next novamente. 

Windows XP Mode - New Volume Wizard - Partition Atributes

Visualize as configurações que escolheu e clique e Finish para iniciar o processo de formatação do novo Virtual Hard Disk. O resultado final é nosso novo Virtual Hard Disk acessível como mostrado na imagem abaixo. 

Windows XP Mode - New Volume Wizard Finish

É isso caro leitor. Aprendemos como editar configurações, de memória neste exemplo, no Windows XP Mode e também como inserir um novo Virtual Hard Disk dinâmico para ser usado. 

Espero que este post seja de ótimo aproveito meu caro leitor. 

Até o próximo post

Windows XP Mode – Integration Features


Olá caro leitor,

Esté mais um post sobre o Windows XP Mode, recurso disponível para usuários do Windows 7 Professional e Ultimate gratuitamente.

Hoje irei falar um pouco sobre esta opção, a Integration Features do Windows Virtual PC disponível por default quando utilizamos o Windows XP Mode.

Definição: Integration Features permite ao end-user uma experiência melhor no uso de uma Virtual Machine excutando sobre um sistema operacional Windows. Este recurso é responsável pela integração entre ambos os sistemas operacionais (host ou máquina física e guest ou máquina virtual).

Como já mencionado anteriormente, o recurso de Integration Features já está disponível para usuário do Windows XP Mode. Entretanto, ao ter a experiência de instalar apenas o Windows Virtual PC, hypervisor gratuíto da Microsoft que permite a execução de um guest sobre um sistema operacional Windows, você precisará baixar este recurso.

Para saber como instalar a Integration Features no Windows Virtual PC em qualquer outro guest que não seja o Windows XP Mode, veja este white paper: Install or Upgrade the Integration Components Package.

A nível comparativo, o Integration Features da Microsoft é semelhante ao VMWare Tools instalado em um guest VMWare para melhorar a experiência e performance.

Experiência 1: Com a Integration Features habilitada, o usuário tem uma experiência com o uso do mouse de poder movimentá-lo entre host e guest e também o oposto, sem a necessidade de habilitar/desabilitar o uso deste recurso no host ou guest. É completamente transparente para o end-user seu uso e movimento.

Experiência 2: Mantém sincronizadas data e hora entre host e guest automaticamente.

Experiência 3: Todo controle de audio é compartilhado entre host e guest. A experiência é uma reprodução do ambiente de audio da máquina virtual em seu hardware f’ísico. O objetivo é melhorar a performance.

Experiência 4: Clipboard compartilhado entre guests e host. O usuário pode copiar/colar/movimentar arquivos entre guests, entre guest e host e host e guest.

Experiência 5: Hard Drives compartilhados automaticamente. Alguns end-users enfrentam problemas em compartilhar recursos entre host e guest. Habilitando o Integration Features, todas as unidades reconhecidas no host são automaticamente compartilhadas com os guests sem que o end-user tenha que realizar qualquer ação.

Para verificar se a Integration Features está habilitada clique em Tools na barra de ferramentas do Windows XP Mode e veja se a opção Disable Integration Features é exibida como na imagem abaixo.

Integration Features habilitada

É isso caro leitor! Espero que esta informação tenha sido importante e a mesma tenha agregado mais conhecimento sobre este recurso do Windows Virtual PC.

Até o próximo post

%d blogueiros gostam disto: